Publicado por: Filomena Barata | Novembro 11, 2013

Filomena Camacho, OS TCHOKWES

OS TCHOKWESOs Tchokwés são descendentes do Império Lunda Tchinguri rei dos Imbangalas e do Império de Muata Tchiniama, mais tarde deserdados pela irmã Lwéji a Nkondi que veio a ser rainha dos Lunda. Estes, por sua vez, eram uma ramificação do povo Bantu.

O povo Bantu surgiu pelo Oeste, na bacia do Rio Congo, abrangendo os territórios do Gabão, República do Congo, República Democrática do Congo e Angola.

Os Lundas ou Tchokwés, que se fixaram em Angola, ocuparam as zonas limítrofes da Zâmbia – parte Leste – estendendo-se, posteriormente, ao longo do rio Zambeze até ao rio Kuvango, nas zonas do Moxico, Kuando Kubango, Huila e Bié
Este povo chamado pelos Ovimbundos de N’ganguela é constituído pelas seguintes tribos:

Ambuelas ou Mbwelas, Ambuila-Mambumbos, Avicos, Bundas, Canachis/Kamaxis, Cangales , Ganguelas ou Ganguilas, Genguistas, Iahumas, Lovales, Luimbes, Lutchazis, Lwénas, Luios, Mbandes, Ndungos, Ngonoielos ou Ngonjelos, Nhengos/Nyengos e Nicoias /Nkoyas.

Entre estes povos existem grandes semelhanças anatómicas e linguísticas.
Há uma ligação genealógica entre Nganguelas/Tchokwes, com o povo Ruud da Namibia e com o povo Tchokwé do sul da Lunda.

Os Tchokwés formavam um exercito bem treinado tendo conquistado várias regiões na zona do Luéna. Praticavam uma técnica de luta com bastante semelhança a chamada, pelos Brasileiros, de “capoeira”. (Não esquecer que foram levadas, para o Brasil, muitas das praticas e cultura do povo Angolano durante a migração de Angola para aquele Pais.)

Foram exímios nas técnicas de fundição de ferro, consideradas bastante avançadas por muitos estudiosos, ficando apenas aquém das siderurgias das indústrias modernas. Também são grandes artesãs em cerâmica negra, no polimento e no envernizamento. Esta cerâmica está patente na criação das máscaras exibidas durante os ritos da iniciação ou rituais da puberdade para a vida adulta.

Sem dúvida foram bastante notórios em escultura.

Mwnaa-Pwo é uma mascara usada pelos dançarinos masculinos nas cerimonias da puberdade.

Kalelwa, poli-cromatica, usada nos rituais da circuncisão.

Tchikungu e Tchihongo simbolizam imagens da mitologia de Lunda-Tchokwe. figuras a representar a princesa Lweji e o príncipe da civilização Tchimbinda-Ilunga.

A escultura do “Pensador de Tchokwe” é uma obra-prima na harmonia e simetria da linha.

O Lunda-Tchokwé é bastante conhecido pela eloquência da sua habilidade em artes
plásticas superiores influenciando, grandemente, a Europa.

Pablo Picasso inspirou a sua arte, em cubismo, através deste povo.

Filomena Gomes Camacho.
Londres, 02/11/13

Foto: OS TCHOKWES</p>
<p>Os Tchokwés são descendentes do Império Lunda Tchinguri rei dos Imbangalas e do Império de Muata Tchiniama, mais tarde deserdados pela irmã Lwéji a Nkondi que veio a ser rainha dos Lunda. Estes, por sua vez, eram uma ramificação do povo Bantu. </p>
<p>O povo Bantu surgiu pelo Oeste, na bacia do Rio Congo, abrangendo os territórios do Gabão, República do Congo, República Democrática do Congo e Angola. </p>
<p>Os Lundas ou Tchokwés, que se fixaram em Angola, ocuparam as zonas limítrofes da Zâmbia -  parte Leste -  estendendo-se, posteriormente, ao longo do rio Zambeze até ao rio Kuvango,  nas zonas do Moxico, Kuando Kubango, Huila e Bié<br />
Este povo chamado pelos Ovimbundos de N’ganguela é constituído pelas seguintes tribos: </p>
<p>Ambuelas ou Mbwelas,  Ambuila-Mambumbos, Avicos, Bundas, Canachis/Kamaxis, Cangales , Ganguelas ou  Ganguilas, Genguistas, Iahumas, Lovales, Luimbes, Lutchazis, Lwénas, Luios, Mbandes, Ndungos, Ngonoielos ou Ngonjelos, Nhengos/Nyengos e   Nicoias /Nkoyas. </p>
<p>Entre estes povos existem grandes semelhanças anatómicas e linguísticas.<br />
Há uma ligação genealógica entre  Nganguelas/Tchokwes, com o povo  Ruud da Namibia e com o povo Tchokwé do sul da Lunda. </p>
<p>Os Tchokwés formavam um exercito bem treinado  tendo conquistado várias regiões na zona do Luéna. Praticavam uma técnica de luta com bastante semelhança a chamada, pelos Brasileiros, de  “capoeira”. (Não esquecer que foram levadas, para o Brasil, muitas das praticas e cultura do povo Angolano durante a migração de Angola para aquele Pais.)</p>
<p>Foram exímios nas técnicas de fundição de ferro, consideradas bastante avançadas por muitos estudiosos, ficando apenas aquém das siderurgias das indústrias modernas. Também são grandes artesãs em cerâmica negra, no polimento e no envernizamento. Esta cerâmica está patente na criação das máscaras exibidas durante os ritos da iniciação ou rituais da puberdade para a vida adulta.  </p>
<p>Sem dúvida foram bastante notórios em escultura. </p>
<p>Mwnaa-Pwo é uma mascara usada pelos dançarinos masculinos nas cerimonias da puberdade. </p>
<p>Kalelwa, poli-cromatica,  usada nos rituais da circuncisão.</p>
<p>Tchikungu e Tchihongo simbolizam imagens da mitologia de Lunda-Tchokwe. figuras a representar a princesa Lweji e o príncipe da civilização Tchimbinda-Ilunga.</p>
<p>A escultura do  "Pensador de Tchokwe" é  uma obra-prima na harmonia e simetria da linha.</p>
<p>O Lunda-Tchokwé é bastante conhecido pela eloquência da sua habilidade em artes<br />
plásticas superiores influenciando,  grandemente, a Europa. </p>
<p>Pablo Picasso inspirou a sua arte, em cubismo, através deste povo. </p>
<p>Filomena Gomes Camacho.<br />
Londres, 02/11/13

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: