Publicado por: Filomena Barata | Fevereiro 23, 2013

História de Angola, Filomena Camacho

HISTORIA DE ANGOLA

(por Filomena Gomes Camacho)

Embora nos tempos primórdios não houvesse uma História escrita, cada pessoa idosa tentou constituiu um alter-ego fidedigno ao transmitir, à sua posteridade, toda uma história verbal, tentando preserva-la verdadeira e incólume.
Toda a historia, ao passar de geração a geração, de uma forma verbal, vai sendo, paulatinamente, amalgamada com um pouco do cunho pessoal dos narradores, pois é sempre notória a espantosa fertilidade da imaginação dos expositores…
A grande Família Africana.
A primeira população a invadir Angola foi a BANTU, a chamada “expansão BANTU”. Esta população era oriunda da Africa Central. Fixou-se a Norte e Sul do Rio Zaire e a Noroeste do território Angolano. Este povo dominava, com grande engenho, a siderurgia do ferro. Mais tarde, vieram a formar o povo BAKONGO de língua Kikongo.
Outros povos, talvez atraídos pela grande espacialidade ou riqueza da flora e da fauna atravessaram o Alto Zambeze até o Cunene, formando os designados NGANGUELA, os OVAMBO e os XINDONGA.
No ano de 1568, há uma nova invasão, vinda do Norte, pelo povo chamado JAGAS. Na luta contra os BAKONGO estes, tendo recuado, apossaram-se da região de Kassanje.
No Seculo XVI Angola foi invadida por mais três povos:
Os NHANECAS ou VANYANEKA.
OS HEREROS ou OVAHELELO
Os PORTUGUESES.

 

APRESENTO-VOS O REI ‘MANDUME‘

ALGUEM O LEMBRA?

Por Pindi, no Uíje, em 2013

APRESENTO-VOS O REI ‘MANDUME‘

ALGUEM O LEMBRA?

Por Pindi, no Uíje, em 2013

Os NHANECAS ou VANYANEKA, vindos pelo sul de Angola e percorrendo toda a região do Cunene, acamparam no planalto da Huíla.
OS HEREROS ou OVAHELELO vindos do Centro de Africa – após terem atravessado os Grandes Lagos – caminhado pelo extremo leste de Angola e atravessado todo o planalto do Bié fixaram-se nas regiões que medeiam o Deserto do Namibe e a Serra da Chela, no sudoeste Angolano. Este era um povo ligado a pastorícia.
Os PORTUGUESES, europeus oriundos de Portugal, instalam-se no local que passaram a chamar São Paulo da Assunção de Luanda, a actual cidade de Luanda.

Luanda. Fotografia Filomena Barata

Luanda. Fotografia Filomena Barata

Angola 2010 138

Fotografia Filomena Barata

No século XVIII os OVAMBOS ou WAMBOS e os QUIOCOS ou TCHOKWES entram em Angola.
Os OVAMBOS vindos do baixo Cubango estabelecem-se entre o Alto Cubango e o Cunene. (Estes eram grandes técnicos na arte de trabalhar o ferro),
Os QUIOCOS OU TCHOKWES tendo abandonado Catanga e atravessado o rio Cassai instalaram-se, inicialmente, na região da Lunda, no nordeste de Angola, fazendo mais tarde migração para a parte Sul.
Por último, no século XIX chega um povo vindo de Orange África do Sul, em 1840, tendo por chefe um destemido guerreiro chamado Sebituane. Instala-se no Alto Zambeze e é chamado de CUANGARES ou OVAKWANGALI.
Este povo também ficou conhecido por MACOCOLOS. Do Alto Zambeze alguns fixaram-se no Cuangar Sudoeste Angolano, entre os rios Cubango e Cuando.
Eram frequentes guerras entre estes povos. Migrantes mais tardios combatiam os grupos já estabelecidos para lhes usurpar as terras.
Muralhas, a volta das sanzalas, formavam fortalezas. Podemos observa-las em certos lugares, de Angola, obviamente em ruínas, antigas muralhas, em pedra, especialmente, no planalto do Bié e no planalto da Huíla. Nestes mesmos lugares existem túmulos construídos em pedra e galerias de exploração de minério que notabilizam uma civilização que nos pode deixar estupefactos tal o seu avanço !

Na Lunda Zaire e Cuangar foram encontrados, feitos pelos homens do Paleolítico, instrumentos de pedra e de outros materiais. No Deserto do Namibe existem gravuras rupestres desenhadas nas rochas.
As fábulas e provérbios eram o género literário mais generalizado entre o povo.
As fábulas visualizavam sempre enaltecer o mais fraco – que vencia, pela sua argúcia, tenacidade… o mais forte e prepotente.
Os protagonistas eram sempre animais.
O poema era cantado ao som do batuque e do quissange.

Kissange. Fotografia de Filomena Barata

Kissange. Fotografia de Filomena Barata

Filomena Gomes Camacho
Londres, 22/02/13


Responses

  1. Espero que estejas d saúde, sou estudante da faculdade d ciências socias(UAN) e estou a fazer um trabalho sobre; Composição Etno Linguistico da população Angola e gostaria de ajuda para incontrar bibliografias que aborta o mesmo assunto.

  2. A historia é uma disciplina que estuda os acontecimentos e prespectivar o futuro


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: