Publicado por: Filomena Barata | Fevereiro 21, 2013

Números em Umbundo, Filomena Camacho

Está na “hora” de aprender:

Números/Tu tendi

Umbundu

1 mosi
2 vali
3 tatu
4 kuãla
5 talo
6 epandu
7 epandu vali
8 ecelãla
9 ecea
10 ekui 10 kuinii ou kuinhi
11 ekui la mosi
12 ekui la vali
13 ekui la vitatu
14 ekui la kuãla
15 ekui la vitãlo
16 ekui l’epandu
17 ekui l’epandu vali
18 ekui l’ecelãla
19 ekui l’ecea
20 akui avali
21 akui avali l’umosi ou lamosi
22 akui avali la vivali
23 akui avali la vitatu
24 akui avali la kuãla
25 akui avali la tãlo
26 akui avali l’epandu
27 akui avali l’epandu vali
28 akui avali l’ecelãla
29 akui avali l’ecea
30 akui atatu
40 akui akuãla
50 akui atãlo
60 akui epandu
70 akui epandu vali
80 akui ecelãla
90 akui ecea
100 ocita
200 ovita vivali
300 ovita vitatu
400 ovita vikuãla
500 ovita vitãlo
600 ovita epandu
700 ovita epandu vali
800 ovita ecelãla
900 ovita ecea
1.000 ohulukãi
1.000.000 ohulua
Dias da semana/Oloneke vio semana
Eteke lia mosi segunda-feira – (primeiro dia)
Eteke lia vali terça-feira
Eteke lia tatu quarta-feira
Eteke lia kuãla quinta-feira
Eteke lia talo sexta-feira
Eteke lie pandu sábado
Eteke lio usua domingo (dia de descanso)
Meses do ano/Olosãi vi ulima
Cada mês corresponde a um fato regional.
Susu – janeiro: (de susulûha, tirar parte do que havia). Época em
que se conta com o armazenado, e não com os produtos do
campo, que ainda não estão maduros.
Kayovo – fevereiro: (pequeno salvador). O feijão dos altos e
milho das baixas vêm mitigar a fome.
Elombo – março: Época com muita lama das chuvas, e também
mês em que se iniciam as colheitas.
Kupupu – abril: (de pupula, bater) Mês em que se “bate o feijão”
colhido em março.
Kupemba – maio: (de okupemba, espirrar) Despedidas das
chuvas.
Kavambi – junho: (de ombambi, frio) mês em que se começa o
frio.
Vambi inene – julho: mês de muito frio, podendo ocorrer geada
pela manhã.
Kanhenhe – agosto: em quinze de agosto, o anúncio das chuvas
e o começo da primavera.
Nhenhe-vava – setembro: mês de chuviscos e calor forte.
Mbala-vipembe – outubro: dor dos campos baldios, preparação
das sementeiras.
Kuvala kuapupulu – novembro: (de Okuvala, doer e Kuapupulu,
mosquito) mês em que o número de mosquitos aumentam devido
a umidade.
Cemba-nima – dezembro: nega-se a recompensa: com as
chuvas e o calor o capim dos campos atrofiam; Não se vê o
resultado do trabalho no campo.

(por Filomena G. Camacho)

Não gosto ·  · Seguir publicação · 13/2 às 15:53


Responses

  1. E como se diz Bom dia?

  2. Amiga Filomena, comprou o “Pequeno Dicionário Antroponímico Umbundu” do Francisco Xavier Yambo? Agora é que vai ser falar umbundu!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: