Publicado por: Filomena Barata | Fevereiro 24, 2012

Filomena Barata, falar de Malanje: entrevistas com Lito Martin e Tomás Gavino Coelho e um pouco de poesia de José Jacinto

http://ahref=

 

José Jacinto

Filomena, Tomás, Lito, antes de mais um abraço grande.
Aí está, o Diamante feito de palavras. Preciosas na pergunta, sem preço na resposta. Conversa boa, pura, calma, verdadeira. Informação valiosa, serena, sossegada, validada. História se…ntada junto de um Presente aprendiz. Sempre.
A paz pousou na Geografia. Os lugares estão ali no fim da frase, perto da emoção de quem a completou e fez malanjino estar cada vez mais orgulhoso de si. Naturalidade de quem é naturalmente malanjino, sem precisar de mostrar certidão de nascimento. É mais importante o registo do Amor que têm a essa Terra.A diáspora espalha a Terra pelo planeta.
Bem hajam pela plantação.E antes de mais, um grande abraço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: