Publicado por: Filomena Barata | Novembro 25, 2011

Maria Clara Santos, Letra da Minha Canção

 
Letra da minha canção

Filomena Barata.

Se quiseres ouvir falar de ti
Dá-me a rosa dos ventos
E eu te chamarei sul
… Numa estrada p’ra além
Deste meu sul
Dá-me a flora para eu escolher
E te chamarei imbondeiro
Na sombra fresca da mulemba
Dá-me as estações do ano
E te chamarei sol, calor
Nas chuvas de trovoada
Dá-me o firmamento
E eu te chamarei céu
Luar, estrela cadente
Dá-me a kianda
E te chamarei cachoeira
Rio, foz e mar azul
Dá-me a terra
E te chamarei morro, deserto
Planalto, meu chão
Dá-me os cheiros
E te chamarei acácia
Garrida e vermelha
Bela e vaidosa
Dá-me as cores
E te chamarei tela
Tinta, paleta,
Aguarela de pintor
Dá-me os versos
E te chamarei poema
Neto, Lara, Jacinto, Aires
“meu amor da rua onze ”
Dá-me a âncora
E te chamarei dongo,
Gaivota, porto de abrigo
Dá-me o continente
E te chamarei mapa
Fronteira, África
Dá-me a nacionalidade
E te chamarei pátria
Angola, sonho, coração
Dá-me o mote
E eu te chamarei
som, melodia
Minha eterna nostalgia
Letra da minha Canção…

Responses

  1. Gosto muito! Que bom era se surgisse uma bela música para esta Canção!
    Ju


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: