Publicado por: Filomena Barata | Setembro 7, 2011

Maria Clara Santos, O longe se fará perto

 
O longe se fará perto

Lá longe
Muito longe
A guerra saiu à rua e escolheu-me
E sem saber porquê
Eu nada disse ao seu porquê
Como quem foge sem saber de quê
Como quem escolhe sabe-se lá o quê
Como quem não tem escolha
Como quem não vê
Não sente
Não tem amanhã

E parti p’ra longe
Tão longe de mim
Numa fuga sem destino
Sem princípio nem fim

Sou um desencontro onde mora a culpa
Sou a escolha que não tem desculpa
Mas ainda…procuro o caminho de casa
Numa curva da vida
Num canto da memória.

Um dia mudarei a história
E direi que voltei… de vez.
Na paz escolhida caminharei
E o longe, muito longe se fará perto
Qual sonhado oásis, no meu deserto.

m.c.s. 11.09.07

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: