Publicado por: Filomena Barata | Julho 4, 2011

José Jacinto, Tem escrita na conversa

Fotografia Filomena Barata

José Jacinto
TEM ESCRITA NA CONVERSA.

Tem escrita que não precisa se escrever.
Tem escrita que vai logo de mente a mente,
onde se regista
…directamente,
quando se dá atenção
a quem fala,
escrevendo no ar,
no intervalo dos olhares
comunicantes.

Os escritores e os leitores
Andam numa roda-viva,
Sem pena, sem livro,
As palavras estão livres
Do silêncio da leitura.

Tem escrita que se dedica,
sem abrir a primeira página….,
as palavras se gravaram
directo no ouvinte atento,
Mesmo que intermitentemente,
Se despreocupando
com a desconstrução
Das frases, pois no fim,
Mesmo, mesmo assim
Constroem uma conversa boa.

Tem escrita que escreve
Depois da batida
No batuque,
De uma tecla só,
Se enrola nas cordas da viola,
Se explode no canto,
Se lê, imaginando,
Ouvindo.
Escrita na pele do tímpano.

Tem escrita, que
Precisa só se ver
Quando se rasgaram mesmo,
Mesmo já,
todas as paginas
Da sustentação.
Habitual.
Precisa só se ver alguém contando
Sem impressora à espera..

Mesmo ainda,
É gravada no céu,
Quando a marimba
É tocada, no chão.

kissange, escreve aleijando os dedos

Esta escrita não se perde,
Mesmo que se incendeiem
todas as bibliotecas,
Quando os homens olharem
Após o rescaldo,
vêem,
que ainda podem ler.

Basta não esquecer.

Tem escrita que não é como esta que escrevi aqui.
Agora.

José Manuel da Cruz Vaz Jacinto

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: