Publicado por: Filomena Barata | Junho 19, 2011

José Jacinto, hoje

Sem tempo. Casa de Angola, Fotografia Filomena Barata

José Jacinto

Hoje estive numa Casa que é da Minha Terra.

Estive numa Terra,

que dentro da Casa da minha Terra

ficou diferente

Da que ficou no passeio da entrada,

Da casa da minha Terra.

Estive na minha Terra,

dentro de uma Casa dela

Com gente Dela , com Gente Nela.

Estive hoje com a minha Angola,

Numa travessa de Lisboa,

Com gente da minha Terra,

Gente muito boa.

Hoje estive na CASA DE ANGOLA,

Que trouxe comigo para casa.

José Jacinto

Anúncios

Responses

  1. Lindo e comovente, como sempre são os poemas do nosso malanjino poeta! Bem hajas pela partilha que fazes das tuas emoções!


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: