Publicado por: Filomena Barata | Junho 18, 2011

José Amor, Piquenique

Baixa de Cassange, fotografia de Lito Martin

Jose Amor
Piquenique

Caminharei pelas chanas da memória, dispersas nas savanas do tempo.

Descerei até ao ponto onde a terra acaba
…e o mar começa.

E

Na doçura absurda da preia-mar
rasgarei o mar de encontro ao novo engano

guardado
no fundo do oceano.

Lá estará o teu sorriso de estrela.
O teu canto de arcanjo
A tua luz incandescente

Não me digam : “ Pára… Nunca hás-de chegar…”
eu não vos ouvirei

Será um piquenique animado
que tirará nomes do mais profundo esquecimento.

Manuel C. Amor
Horta 2011

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: