Publicado por: Filomena Barata | Março 25, 2011

Olga Sofia Beirão, A Ilha do Mussulo

Mussulo por Olga Sofia Beirão

Mussulo, fotografia de António Barata

Mussulo, Fotografia de Fernando Arrais DuarteOlga Sofia Beirão

Ainda sobe os Monumentos e sítios, partilho convosco este humilde conhecimento sobre a Ilha do Mussulo………………
“Impacto da Actividade Turística na Ilha so Mussulo na Economia Angolana e Na vida das Populações Residentes”.

Não poderia falar do turismo sem dar uma breve definição; O turismo é a actividade que as pessoas realizam durante suas viagens e permanência em lugares distintos dos que vivem, por um período de tempo inferior a um ano consecutivo,com fins de lazer, negócio e outros.
Turista é um visitante que desloca-se voluntariamente por período de tempo igual ou superior a vinte e quatro horas para local diferente da sua residência e do seu trabalho sem, este ter por motivação a obtenção de lucros.

O estudo do turismo é uma área de recente desenvolvimento dentre as ciências sociais aplicadas. Apesar de controverso, o termo turismologia tem sido utilizado para designar essa área de estudos, sendo turismólogo o termo utilizado para designar o estudo da área.
O turismo preocupa-se com a produção e distribuição de bens e serviços que tornam possíveis os benefícios esperados pelos turistas em viagem e os principais objectivos económicos gerais do turísmo são:
– Maximização da quantidade de experiência psicológica para os turistas;
– Maximização dos lucros das firmas que produzem bens para os turistas;
– Maximização dos impactos primários e secundários dos gastos turísticos sobre uma determinada comunidade, região ou país.

Turísmo em Angola

O turismo como indústria da paz é um dos sectores que pode resolver alguns problemas das populações elevando os padrões de vida de alguns e reduzindo a pobreza de outros e é apartir daí que se investi mais no sector de Hotelaria e Turismo nacional. Para o promover encontram-se 158 agências de viagens de turismo. Em números o turísmo em Angola está a crescer e este resultado deve-se ao clima de paz efectivo que o país vive em todo o território nacional. Este movimento empregou no ano de 2009 51.382 trabalhadores sendo 58,7% homens e 41,3% mulheres. As principais regiões de proviniência deste turismo são: A Europa 52%, a África do Sul %, a América 17%, a Ásia 7,5%, a Austrália e Médio oriente 0,8/0,7% respectivamente (estes dados já aumentaram possivelmente). Os países emissores são: Portugal , África do Sul, França, Brasil, Reino Unido e os EUA mas, do ponto de vista das principais regiões emissoras de turistas para Angola, a Europa continua a ser a principal segundo os dados estatísticos.

Angola vive hoje novos tempos e com a Paz e a Reconcilhação Nacional abrem-se novos horizontes, novos desafios e consequentemente novas oportunidades para o desenvolvimento de novos projectos. Com a paz os angolanos sentem-se mais seguros para dedicarem-se em muitas actividades produtivas normalmente a da hotelaria e turismo. Assim, com a paz Angola tornar-se-á um Destino Turístico por excelência graças ao ecoturismo a riquesa da sua cultura tradiconal, as suas belíssimas prais de águas quentes, as suas planícies, as suas montanhas que rasgam os céus de África. É todo um país de belezas ímpares que convida os turistas nacionais e estrangeiros. Assim, o actual clima de segurança que o país apresenta faz dela uma região onde os investidores estrangeiros e não só visitam com muito entusiasmo, porque estão esperançosos em encontrar oportunidades de investimento nos transportes,nas obras públicas , na saúde, na comunicação, nas infras-estruturas hoteleiras e turísticas e em várias áreas de serviços. O País está a se tornar um palco de eventos internacionais, foram já ralizados conferências como a dos PALOPS (Países de Língua Oficial Portuguesa) e da SADC ( Southern África Development Contries), e na arena internacional angola já vem ocupando importantes cargos em vários organismos .
Os principais destinos turísticos em Angola são:
-Quedas de Kalandula
-Parque da Quissama
-Barra do Kwanza
-Miradouro da Lua
-Baía Azul
-Barra do Dande
-Vila de Calulu
– Ilha de Luanda
-Pedras Negras de Pungu a Ndongo
-Ilha do Mussulo
-Serra da Leba
-Nossa senhora do Monte…..etc.

Ilha do Mussulo uma potencialidade a explorar

Localização Geográfica

O Mussulo é uma península barreira com um litoral arenoso e praia externa exposta, com ilhas, bancos de areia e praias internas na zona lagunar, com uma ocupação antrópica intensa e desordenada. Existe na península 16 bairros conhecidos por: Língua, Casa Branca, Lage, Catambor, Mulundo, Arizanga, Musseca, Pinho, Priori, Casa 6, Agência, Cambaxi, Mussongoloki, Conga, Mussulo Centro e Buraco.
População
Segundo as estimativas recentes das entidades oficiais existem actualmente na península aproximadamente 7.000 residentes fixos que dedicam-se fundamentalmente da pesca e apoio ao comércio informal, e mais de uma centena com casas de veraneio do lado da laguna .

Actividade Predominante

A pesca é uma das actividades exercidas na península do Mussulo quer por autóctones ou por turistas. Os autóctones praticam a pesca artesanal como meio de sobrevivência, utilizando pequenas embarcações designadas por canoas e apetrechadas com artes de pesca conhecidas por linha e banda. Os turistas de um modo geral praticam a pesca por passa tempo.
Estão registadas cerca de 500 embarcações de recreio, 50 embarcações de tráfego local vulgo “candongueiro” e 20 embarcações de pesca. Existem cerca de 6 complexos turísticos nomeadamente : Jembas, Tropicana, Roça das Mangueiras, Bar sulu, Zanga e Elf) que garantem emprego a parte dos autóctones e há registo de terem visitado o Mussulo cerca de 2.000 turistas nos finais de semana quentes.

Potencialidade

A ilha do Mussulo abriga as praias mais preferidas por angolanos e visitantes. Localizado ao sul de Luanda, paaralela à costa, atrai os visitantes pela sua beleza natural e oferece do lado continental praias badaladas, parte delas dotadas de infras instruturas e lazer. No lado oceânico, ficam aldeias de pescadores em praias praticamente desertas, com águas límpidas que também atraem e encantam os turistas.
A península do Mussulo é uma das três maiores flechas litorais de ponta livre da costa atlântica de África estando o seu extremo norte situado no paralelo 8º 51”46.02” e a sua conexão com o continente estabelecida no paralelo 9º 06” 41.48” seguindo-se a via que lida a cidade de Luanda à Barra do Kwanza o seu ponto de conexão localiza-se no quilómetro 44.
A sua extenção é de aproximadamente 35 quilómetrose uma largura que varia entre 1000 e 1.500 metros limitada no lado oceânico com o mar de águas limpas e agitado no lado continental de águas calmas a laguna do Mussulo
Clima
O regime de ventos que é normalmente suave e constante é perturbado às vezes por situações de temporal correspondente à passagem de linhas de borrasca procedentes do interior e que atravessam a costa em direcção ao mar. Ocorrem apénas durante a época chuvosa, entre Outubro e Maio, com a máxima incidência em Abril e Março acompanhando-se de ventos desencontrados de vários quadrantes fortes e com rajadas a degradação mais acentuada sob o ponto de vista ambiental no seu cômputo geral, na penísula do Mussulo que de alguma forma contribuem pada a degradação da qualidade de vida dos autóctones e visitantes.

Ponto de vista dos residentes, segundo a entrevista efectuada

Segundo pronunciamento dos entrevistados, as construções que vão surgindo na ilha do Mussulo algumas sao anárquicas e prejudicam (por vários motivos abaixo mencionados) pois, são povos que estão acustumados a viver no seu rítimo calmo e cereno, mas em contrapartida, os bares, lojas, hotéis, restourantes e pousadas que vão surgindo no mesmo, ajudam de certo modo porque dá emprego a população residente e eles conseguem de fazer certos biscatos (negócio/bisness) principalmente quando a ilha está cheia de turistas angolanos e não só, alguns deles aproveitam até mesmo a luz eléctrica destes mesmos estabelecimentos. Segundo os residentes a actividade turísctica tem tido um grande e positivo impacto nas suas vidas,pois, importa aqui referir que a maior parte da população de lá vive da pesca artesanal e de pequenas embarcações designadas por canoas e apetrechadas ( barcos e canoas) embora que mas o trasnsporte só funciona até as 18h.
Dificuldades na Ilha do Mussulo
-A inexistência de um sistema de gestão de resíduos sólidos (desposição, recolha,transporte e destino);
– Falta de redes de água potável e de energia eléctrica;
-Escavações anárquicas para a retirada de areia a fim de fazerem construções;
-Ausência de normas de padronização e ordenamento de construção;
-Queimas e corte de árvores;
-Crescimento desordenado e tipo de construções de casas de veraneio;
-Pescas com granadas;
-Emissão de ruídos e gases de combustão devido ao uso de geradores e devido à proluição sonora;
-Erosão devido ao aumento do nível médio do mar;
-Falta de infras estruturas básicas como escolas, hospitais, igrejas;

Apesar de algumas dificuldades notáveis que por sua vez também preocupam os moradores da área (conforme já referido nos capítulos anteriores), o governo tem identificado acções prioritárias para a conservação sustentável e social do local e de maneiras que os residentes saiam beneficiados. Pois a ilha é um lugar a ser explorado da melhor forma possível para o bem da população e o mesmo tem tido grande impacto no sector sócio-económico do país.

Nota: Este texto é originário de um trabalho de final de curso da discilpina de “Trabalho de Campo” elaborado por alunos do curso de Economia e Gestão da Universidade Jean Piaget de Angola em 20 de Novembro de 2009 e decidi fazer uma partilha no grupo.
Os mesmos tiveram de ficar 2 dias acampados na Ilha para a execução do trabalho que teve grande auxilio do soba da região Sr. Manuel Domingos e os outros moradores do local. O trabalho foi baseado em um questionário elaborado pelos elementos do grupo (20). Por sua vez, não pude postar as fotografias do grupo porque ainda não tive permissão dos mesmos. Espero que possa contribuir na divulgação da realidade da ilha do mussulo e se tiver mais partilha agradeceria.

Obrigada

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: