Publicado por: Filomena Barata | Março 18, 2011

CANÇÃO DE SALABU, Mário Pinto de Andrade

  • Publicado por Olga Sofia Beirão
    CANÇÃO DE SALABU

    Nosso filho caçula

    Mandaram-no pra S. Tomé

    Não tinha documentos

    Aiué!

    Nosso filho chorou

    Mamã enlouqueceu

    Aiué!

    Mandaram-no pra S. Tomé

    Nosso filho partiu

    Partiu no porão deles

    Aiué!

    Mandaram-no pra S. Tomé

    Cortaram-lhe os cabelos

    Não puderam amarrá-lo

    Aiué!

    Mandaram-no pra S. Tomé

    Nosso filho está a pensar

    Na sua terra, na sua casa

    Mandaram-no trabalhar

    Estão a mirá-lo, a mirá-lo

    —Mamã, ele há-de voltar

    Ah! A nossa sorte há-de virar

    Aiué!

    Mandaram-no pra S. Tomé

    Nosso filho não voltou

    A morte levou-o

    Aiué!

  • Poeta Angolano Mário Pinto de Andrade

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: