Publicado por: Filomena Barata | Março 2, 2011

No dia da Mulher Angolana, uma homenagem à Mulher Zungueira

Publicado por Olga Sofia Beirão

No dia da Mulher Angolana, uma Homenagem a Mulher Zungueira………

“Dignidade e coragem são dois bons adjectivos para caracterizar estas mulheres”
As zungueiras são as milhares de angolanas que saem às ruas vendendo todo o tipo de mercadorias que carregam na cabeça mesmo. Elas caminham o dia todo, sob o sol escaldante. É absolutamente incrível a capacidade das zungueiras em equilibrar sobre a cabeça balaios, sacos, cestos, bacias e sacolas onde transportam as mercadorias que vendem. Desafiando as leis da física, o frágil equilíbrio se impõe perante vários obstáculos que se interpõem ante elas nas ruas e calçadas além daquelas que as vezes carregam filhos pequenos nas costas, atados por panos que amarram na frente à altura do peito. Milhares de zungueiras percorrem a cidade, o dia todo, de um ponto a outro de Luanda, arriscando-se muitas vezes em meio ao tumultuado trânsito”.
“Elas saíram do Uíge, Malange, Benguela, Huíla enfim! De todas as províncias de Angola para na capital do país, tentarem uma vida melhor e em busca de sonhos, tentar ver seus filhos “doutores”.
Castigadas pela guerra, herdaram da mamã quitandeira a arte de vender, da palavra “zunga” originária do kimbundo, ela se tornou andarilha, andante ou vagante. Essa dita senhora é a nossa zungueira, mulher batalhadora que muito antes do sol, se levanta para tratar da vida e conseguir alimento para o seu sustento. Assim como uma leoa caça comida para seus filhos a nossa vendedora que de porta em porta e nas ruas da cidade sai oferecendo o seu produto, fazendo do lamento um grito. Na maioria das vezes, levando o filho caçula nas costas, dá um kilape (crédito) às freguesas habituais e carrega no rosto um sorriso na esperança de um dia ver-se totalmente liberta da sua condição.
Com as elevadas taxas de desemprego e o escasso acesso a uma formação escolar ou profissional ser zungueira é a actividade que mais absorve mulheres angolanas pobres, geralmente mães solteiras, algumas recém saídas da adolescência.”
“A construção do novo país teve sempre o contributo inestimável das mulheres angolanas na educação dos filhos e como chefes de família, porque os homens desde cedo foram chamados a lutar pela integridade territorial e a soberania nacional”.

Anúncios

Responses

  1. Belo texto!!!!!! EU ACRESCENTARIA QUE A ZUNGUEIRA ‘E O EXEMPLO DE CORAGEM E PERSISTENCIA, CARACTERISTICA DA MULHER ANGOLANA. PARAB’ENS


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: