Publicado por: Filomena Barata | Março 1, 2011

Sabe quem é Ana Clara Guerra Marques?

Texto publicado por Eileen Salvação Barreto o Grupo «Angola em Portugal; Portugal em Angola» do Facebook

Mulheres com vida – Ana Clara Guerra Marques – bailarina e coreógrafa angolana

Ana Clara Guerra Marques é uma bailarina, coreógrafa angolana, uma das pioneiras da dança contemporânea africana.

 História Artística

Apesar de todos os obstáculos que lhe são impostos, persiste na sua cruzada em prol da elevação e defesa da dança como linguagem artística em Angola quer enquanto bailarina e coreógrafa, quer através de palestras, conferências e workshops que orienta. Enquanto professora, sustenta a importância e a necessidade do ensino institucional da dança em Angola.

Em 1991 funda a primeira Companhia de Dança profissional em Angola, a Companhia de Dança Contemporânea de Angola.

Dentre as suas obras, com as quais introduz novas formas e conceitos de espectáculo, figuram Corpusnágua; Solidão; 1 Morto & os Vivos e 5 Estátuas para Masongi, para as quais trabalha em conjunto com alguns dos mais reconhecidos escritores, pintores e escultores angolanos, entre os quais Manuel Rui Monteiro, Pepetela, F. Ningi, J. Gumbe, Van-Dúnem e A. Ole.

 Obras

A crítica social é outra das opções desta coreógrafa angolana que perspectiva a dança como um poderoso instrumento de intervenção. Em Mea Culpa; Palmas, Por Favor!; Neste País…; Agora não dá! ‘Tou a Bumbar… e Os Quadros do Verso Vetusto, esta coreógrafa assume a sua irreverência e crítica ao sistema político angolano.

Numa diversificação das linguagens da dança, baseia-se num trabalho pessoal de estudo e pesquisa sobre danças tradicionais e populares de Angola, assim como da estatuária, utilizando os elementos recolhidos para a criação de uma linguagem própria e contemporânea para a dança angolana, que experimenta em obras como A Propósito de Lueji; Imagem & Movimento ou Uma frase qualquer… & Outras (frases).

Ana Clara Guerra Marques é Mestre em Performance Artística – Dança e membro individual do CID (Centro Internacional da Dança) da UNESCO. É a única investigadora a trabalhar sobre as danças de máscaras do povo Cokwe de Angola.

 Prêmios

Em 1995 recebe o prémio “Identidade” e em 2006 são-lhe atribuídos o “Diploma de Honra do Ministério da Cultura” e o “Prémio Nacional de Artes” na categoria Dança, pela sua contribuição nos campos do ensino, criação artística, investigação e cultura do seu país

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: