Publicado por: Filomena Barata | Setembro 5, 2009

>Sábado em arrumações: dos meus catálogos favoritos: KWY e Joseph Beuys (reeditado)

>
Hoje reedito esta pequena nota a propósito da morte do pintor João Vieira, que morreu em Lisboa e foi um dos fundadores do grupo KWY, tendo trabalhado com Arpad Szenes em Paris, originando um movimento que foi “o do melhor que Portugal já viu”.

Tive a sorte de, em Barcelona e em Lisboa, em períodos distintos, poder ver duas exposições fantásticas:

– Do Joseph Beuys que protagonizou durante décadas “um discurso teórico sobre a arte e o envolvimento com a política, criando situações reais de confronte directo entre as suas performances e o público”, nas palavras de Margarida Veiga, e que foi um dos meus eleitos, também durante décadas.

– Do grupo KWY, que, embora tão parisiense e tão dentro das grandes mudanças artísticas a que os anos 50/60 assitiram, teve, no entanto, na origem, na matriz, o melhor que Portugal já produziu.

Vou arrumá-los juntos na estante, mas sempre perto de mim.

Anúncios

Responses

  1. >Mais cedo ou mais tarde terá o seu repto, pelo menos que diz respeito à maravilhosa Lourdes Castro e ao KWY. O Jan Voss, membro do KWY, tem neste momento uma exposição em Lisboa (Gal. António Prates).Abraços.> Roteia


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: