Publicado por: Filomena Barata | Julho 2, 2009

>Esta Lisboa que eu amo: a Expo – a António Mega Ferreira

> Quem disse um dia que a poesia não lhe corria nas veias, certamente nunca poderia imaginar um lugar qualquer e muito menos a Expo. Obra de muitos, programa de tantos mais, tem um conceito na origem: na concepção está um dos homens que melhor trabalha a língua portuguesa, António Mega Ferreira.
Não é arquitecto, nem urbanista, nem paisagista nem engenheiro: é um poeta, um escritor.
E a Expo é como ele: um conceito grande, numa cidade maior; uma “Escrita na Paisagem”.

http://www.youtube.com/get_player

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: