Publicado por: Filomena Barata | Abril 7, 2009

>Para ti, ENDZEIT

>

“Atrás de ti o caminho luminoso
como se o abismo tivesse uma cabeleira branca”.

José Tolentino Mendonça (1965)
«A Noite Abre Meus Olhos», in Poemário
2008, Assírio & Alvim

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: