Publicado por: Filomena Barata | Março 15, 2009

>Senhor da Palavra

>

Mas tu não podias saber
Tu andas nesta sala como um homem
o que para um deus é muito pouco
ainda que por louco alguns o tomem
Tu podias chegar às árvores mais altas
Cuspi-te apunhalei-te
com um punhal de gestos que me deste
e então depois acreditei em ti
que és única possível companhia
Gostava que viesses ter comigo
– mais um filólogo de longa vida –
com os teus pés descalços sobre a areia
Prestigitador do meu prestígio
ao menos fosses tu a sustentar-me o ser
Fui infeliz pela primeira vez
mas tu não podias saber
Saio de casa e levo sempre dois ou três cuidados
compro as noites de sono uma por uma
dou caça um por um aos meus fantasmas
e passo com a mesma perna coxa à mesma hora
sem suspeitar que tu anotas quando passo

(…)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: