Publicado por: Filomena Barata | Dezembro 20, 2008

>Mar (reeditado de Junho)

>

Que bom é regressar a casa depois de ver o mar,
e rever quem sabe as ondas partilhar.

Sem mas … nem senão, nem talvez …
apenas assim, ver as ondas rebentar.
Nada mais.

Não há mas … para quem apenas quer estar
assim, somente rir, conversar, mergulhar
nada mais do que o mar ver

Sem que a dúvida tolha o mergulho
a mão, o olhar
sem que o Adamastor invada o serão

É tão bom ver o mar!
E ouvir o riso amigo, na praia a acenar.

Apenas ondas partilhar.

(Voltarei, sim, para ver o mar. Pelas ondas e pelas palavras que a amizade traz.)

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: