Publicado por: Filomena Barata | Maio 6, 2008

Filomena Barata, As minhas geografias afectivas: o Palácio da Ajuda

>

DEIXEM-ME ESTAR.
HOJE SOU UMA MULHER FELIZ.
NADA MAIS QUERO. NADA MAIS ME IMPORTA.
APENAS QUERO QUE O SILÊNCIO NÃO ME INVADA MAIS …
SENÃO AQUELE DE QUE PRECISO PARA PODER ESCREVER.

A propósito do que escrevi, há uns tempos atrás, neste mesmo blogue, cada vez estou mais convicta que, tal como as pessoas e os livros, também os sítios que nos marcaram voltarão sempre a ser os “nossos lugares”.

Hoje, depois de um período de adaptação ao meu actual local de ofício, em Lisboa, instalei-me definitivamente na minha nova sala de trabalho.

E mais curioso é ainda, porque, há vinte anos atrás, já havia trabalhado exactamente neste mesmo espaço…

Afinal, é bem verdade, reitero, tudo o que é bom, retornará e perdurará. Assim como tudo o que tem que acabar findará!

Com ela terei também um Tempo para renascer.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: