Publicado por: Filomena Barata | Abril 23, 2008

Filomena Barata, A «Morte de Marat», David

>

Sempre que vejo uma toalha branca manchada, me tenho lembro do célebre quadro de Jacques-Louis David, amigo pessoal de Marat, que imortalizou a sua morte desleal, traiçoeira.

Porta-voz do partido jacobino, a ala mais radical da Revolução Francesa, Marat é assassinado por Charlotte Corday, militante do partido moderado dos Girondinos, que se infiltra na sua casa e o apunhala na banheira.
Cruenta morte essa às mãos de uma lâmina, que não sendo a arma fria e mortífera do seu amigo Guilhot (cujo uso Marat tanto havia defendido), o acaba por matar, corpo ferido em lanhos letais.

Tendo sido médico pessoal do conde d’Artois, irmão de Luís XVI, Marat desencanta-se da corte e da aristocracia, aderindo às causas da Revolução que dele acabará por fazer uma das suas próprias vítimas.

O quadro é, para mim uma das obras-primas da Pintura Ocidental! Pena é que David se tenha, depois, tornado o emortalizador de Napoleão…

A Morte de Marat tem sido retomada por inúmeros pintores e escritores, como Munch e Picasso que, em 1931, pinta o soberbo quadro «Uma Mulher de Estilete – A Morte de Marat».

A mim, não me sairá da mente, enquanto a alma mo deixar.

E é um dos quadros da minha eleição, por tudo o que representa e também por essa estranha vingança da vida entre o que “atraiçoa e é atraiçoado”.

(ver Wikipédia, Google)

Anúncios

Responses

  1. >Mas, hoje, também consigo compreender a assassina, porque há traições que só se vingam com traições. A questão é apenas que conseguir fugir da vingança como sentimento que tome conta de nós.

  2. >E não podes esperar Gonçalo que as revoluções se façam de cravos e de rosas… Em França, o mundo assitiu a uma mudança que não se compadeceu com “tratados de ocasião”.

  3. >Gonçalo, nem a tua defesa da estirpe me consegue fazer aceitar o teu comentário, aliás tão conservador.Foi uma morte traiçoeira e cruel!Nunca podemos justificar erros por, ou com, erros iguais.Não posso, pois, concordar.

  4. >Gostei do teu texto do Marat. Pena é que ela, de vermelho, como deve ser, não tenha a seus pés, na fotografia, um lençol branco também manchado de vermelho.Nunca te esqueças. Marat traiu os seus, defendendo o uso da guilhotina para sua exterminação.

  5. >Pois é, o fanatismo é sempre fruto da revolta, e anda de mãos dadas com a incapacidade de ver que do outro lado do espelho estão pessoas como nós. É essa arrogância, sim , de se julgar que se tem sempre razão.Não quer com isso dizer que não haja momentos que a própria vida não se encarregue, ou não nos obrigue mesmo, a pôr as armas na mão. Porque, por vezes, é a única forma de combater.Mas, continuo a dizer, o caminho está em tentar fazer do amor e do ódio algo melhor do que combater.

  6. >Concordo com a tua máxima que nunca tinha lido nem ouvido.A natureza dos seres é imperfeita e tende para a perfeição, numa busca contínua do seu equilíbrio. Os fanáticos são seres em desequilíbrio que disso não têm uma clara consciência, provocando a morte daqueles que perturbam o seu desequilíbrio, v.g. Marat-Charlotte Corday,(ele o “amigo do povo”, ela a aristocrata educada num convento católico da Normandia)e Henrique IV de França-François Ravaillac (a vítima o rei amigo do povo, o carrasco o burguês prof e irmão católico converso) e tantos outros.

  7. >Como os Homens devoram aqueles a quem mais amam.A vida é apenas essa aprendizagem de saber conciliar o amor e o ódio. E daí criar. Ou não será?

  8. >”O diabo tem uma capa com que tapa e outra com que destapa”, diz o povo, e ao que parece, sàbiamente. Será por isso que as revoluções devoram os seus mais leais filhos?um abraçoadriano


Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Categorias

%d bloggers like this: